“QUANDO EU CRESCER” – ENSAIO REGISTRA CRIANÇAS CONFORME SEUS SONHOS PROFISSIONAIS

O que nos mantém lúcidos acima de toda a realidade? A percepção racional e pragmática do que está ao nosso redor é certamente chocante. Vemos padrões sociais corrompidos e aprisionadores; somos fadados à corrupção política que nunca acaba; somos escravos de um sistema econômico que não nos auxilia e um governo que nos vira as costas; muitos de nós (um número assustadoramente grande) ainda precisamos ultrapassar o medo do que comeremos amanhã, ciente de que a resposta pode ser “nada”. Se você leitor consegue imaginar essa situação no Brasil, peço que estenda sua faculdade criativa para países ainda mais miseráveis que o nosso, historicamente prejudicados por causa da exploração.

Entretanto, há um gancho que nos puxa sempre para acima, onde a realidade concreta e racional deixa de nos afogar e podemos ter acesso ao mais puro oxigênio nos pulmões: o sonho. Como moradores do século XXI e todo o seu culto ao racionalismo, crescemos aprendendo a nos tornar mais “realistas” e assim voltamos a nos afogar numa percepção crua e insensível do mundo. E talvez seja por isso que enxergamos as crianças com tanta pureza, nostalgia e, decerto, alguma inveja. Nelas ainda resta muito do mundo otimista e dos sonhos felizes que apagamos para nos ajustar. Não há maldade ou planos nelas, apenas vontade, sonho e sentimento em suas formas mais puras.

A fotógrafa belga Sofie Kniiff registrou bem isso em um ensaio que carrega a esperança em si, chamadoTranslation. As crianças, fotografadas conforme seus sonhos e projetos do que querem ser quando crescer, são de países como África do Sul, Índia, Mali, Islândia e Groenlândia, nações com algum nível de problema político, econômico, ambiental ou étnico.

O trabalho fotográfico se utiliza de um ambiente escuro ao redor da criança, simbolizando as dificuldades em que está inserida. Porém, seu perfil é bem iluminado, indicando o contraste que elas exercem através de seus sonhos. O modo como elas se caracterizam também é importante; as roupas mesclam sensivelmente a simplicidade e a pobreza na elegância dos perfis que elas querem ter quando crescer.

O ensaio é tocante. Confira por si mesmo o maravilhoso trabalho de Sofie:

(Médico, Mali)

(Atriz, África do Sul)

(Jornalista, Mali)

(Cantor, África do Sul)

(Policial, Índia)

(O melhor de todos, na minha opinião; traduz o verdadeiro sentimento de sonho e inocência: Harry Potter, Índia)

Fonte: Pêssega d’Oro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s